Silo Secador na Granja

Uma excelente alternativa ao produtor de arroz é o uso do silo secador na granja. Poderemos enumerar muitas vantagens no uso dessa tecnologia, que está ao alcance de todos, basta que queiramos investir um pouco, e aproveitar os benefícios de se utilizar desse tipo de silo.

É necessário que se tenha junto uma MPL (Máquina de Pré-limpeza), elevadores da moega e da MPL, e peneirar o produto diretamente para o silo secador da forma como ele chega da lavoura. Ficará após a operação de limpeza, somente com sua umidade de origem, considerado ainda produto úmido.

Para um silo ser considerado SECADOR, ele obrigatóriamente deve possuir um fundo falso perfurado, justamente para o ar atravessar toda a massa de grãos. Não confundamos silo armazenador aerado, com SILO SECADOR. O Armazenador Aerado possui canais de circulação do ar, mas sua finalidade é desenvolver uma aeração de manutenção. Nesse caso, o produto vai seco para dentro do silo. O ar então, é somente para manter a temperatura baixa para uma boa conservação do grão.

No caso de uso de Silo Secador, o produto após limpo, vai para esse silo secador para que se desenvolva o processo de secagem, que diga-se de passagem é muito lenta, tendo em vista que utilizamos o ar ambiente, nas suas condições naturais (UR e T). Se for aquecido, melhor, pois nesse caso, o tempo de secagem diminui muito. Lembre-se que o ar de secagem nesse caso, é somente para secar o Ar atmosférico, e não para aquecer a massa de grãos, como no caso de uso de secadores convencionais. Ao colocarmos ar seco para dentro de um silo secador, ele retira a umidade do grão mais facilmente.

Sugiro o uso desse equipamento uma vez que assistimos nessa safra uma enorme necessidade de frete nas granjas, sem que houvessem caminhões disponíveis. Nas últimas safras acompanhamos o desenvolvimento da lavoura, batendo recordes a cada ano de produção e produtividade, praticamente em todas as regiões arrozeiras, sem contudo ter aumentado a área de plantio. Com certeza é a eficiência da cadeia colhendo seus frutos. Pesquisa desenvolvida e  produtor a utilizando resultam incrementos produtivos. O preço atual também é conseqüência disso, com certeza…

Assim, torna-se necessário o produtor investir em sua granja, aumentando a capacidade de colheita que implica em não parar essa operação por falta de caminhões. Compram-se caminhões?

Acho que esse investimento é muito caro, e não resolve, apenas ameniza a situação. O que fazer então?

Silo secador é uma alternativa barata, onde cada produtor pode construir o seu, da forma como entender mais viável. Pode ser de concreto, de latas aluzincadas, de malhas de ferro com cortinas de sacos, etc… Soluções há para isso.

Um dimensionamento interessante passa a ser pela metade de sua produção. Exemplo: um produtor que colhe 10 mil sacas de arroz, pode contruir seu silo com capacidade para secar 5 mil sacas.

A medida que ele vai colhendo, peneira seu produto e coloca para secar no silo secador ao mesmo tempo em que vai retirando esse produto para unidade onde ele costuma levar sua produção. Agora levará do mesmo jeito, porém com umidade menor e limpo, economizando dessa forma no frete. Segue na colheita. Após transportar a metade da sua safra, o restante pode e deve ficar retido para secagem e armazenamento na sua granja. Esse produto deverá ficar secando aproximadamente 60 dias até a umidade final desejada de 13 %, sendo continuamente aerado por 24 horas diárias.

Também podemos chamar essa alternativa de Ambientalmente Correta, já que não utilizamos lenha como fonte de energia. Utilizamos somente a energia elétrica, que no caso de áreas rurais é mais barata.

Estamos à disposição para desenvolver projetos e dimensionamentos de unidades de secagem.

Planeje e colha certo! Em parte, o resultado da atividade também depende isso: PLANEJAMENTO.

César Moutinho.